• Gilmar Hernandes

Músico paraguaio apresenta um pouco da história do país de origem


Alunos do terceiro e quinto ano matutino da Escola Nazaré Campo Grande participaram na segunda-feira (15) da apresentação musical, seguida de bate-papo com o músico paraguaio Geraldo Ortiz. A atividade faz parte do projeto sobre a cultura paraguaia, desenvolvido pelas professoras Anne Elise Linhares Rodrigues (3º ano) e Rosângela Fernandes da Silva Mayer (5º ano).

“O objetivo desse trabalho é promover o intercâmbio cultural, levando os alunos a compreenderem um pouco sobre a cultura do país vizinho. O trabalho foi desenvolvido através de pesquisas e debates e perguntas”, destacou a professora Anne Elise.

“Comecei a tocar arpa paraguaia aos 12 anos e isso tem 45 anos. Moro em Campo Grande há 34 anos. A arpa

surgiu na Irlanda do Norte, foi para Alemanha, para a Espanha, que a levou para o Paraguai, onde foi adaptada. A arpa paraguaia tem 37 cordas e a lírica tem 70. Ela é mais difícil de tocar, pois não tem escala cromática. As músicas típicas do Paraguai são a polca e a guarânia”, conta o músico paraguaio.

Os alunos ficaram atentos as explicações, curtiram uma palhinha de músicas paraguaias e ainda puderam sugerir canções da escolha deles.

Confira um trecho da canção Galopeira acessando o link https://youtu.be/QYq51k92AyQ

Veja a Galeria de fotos

completa clicando AQUI!


83 visualizações0 comentário